A Cia

     A cia LÚDICOS de teatro popular nasceu em 2000 e tem como base investigar popularização de linguagens, priorizando essencialmente as diversas possibilidades de discursos poéticos e ideológicos por meio de dramaturgias além da palavra. Para dar suporte à prática, exploramos elementos do teatro épico e popular, entre eles, a música e a construção de discursos poéticos além-realistas, a fim de que se estabeleça uma partilha entre espetáculo e público.

     Nos quatros primeiros anos, o grupo escolhe obras clássicas, entre elas Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny, Vestido de Noiva, Auto da Compadecida e Sonho de Uma Noite de Verão e, devido a aceitação pública, constitui-se em repertório. Teve como foco pesquisar a vida e obra de cada autor, levando em consideração o contexto cultural e sócio-político, porém, ao transpô-lo para o momento presente, a intenção é suscitar o pensamento crítico.

     A partir de 2005 estabelecem estudos práticos, integrando quatro linguagens: a música, a poesia, o conto e a cena e, para tanto, adotam o princípio de criar dramaturgias coletivamente. Surge “Histórias Que o Vento Conta”, uma trilogia baseada na obra de Hans Christian Andersen.

     Em 2007 a LÚDICOS a cia inicia o projeto “Esse homem é brasileiro que nem eu…” que pretende estudar a vida e obra de importantes figuras brasileiras. Inicia o projeto com a pesquisa sobre a vida e obra de Heitor Villa-Lobos, que resulta no espetáculo “A Ciranda do Villa”, com texto de Evill Rebouças, direção geral de Gira de Oliveira e direção musical de Bakhy, que estreou em março de 2009.

Em 2010 inicia o processo de pesquisa envolvendo a vida e a obra de Mário de Andrade e o resultado dessa pesquisa é o espetáculo “Mário e as Marias”, com texto de criação coletiva pela cia, direção geral de Gira de Oliveira e direção musical de Pedro Paulo Bogossian. O espetáculo estreou em setembro de 2013.

Em 2015 a cia abre a pesquisa e treinamentos em música e circo para a criação do espetáculo “Piolin”, que aborda a vida de Abelardo Pinto. O espetáculo estreou em fevereiro de 2018, com texto de criação coletiva, direção geral de Gira de Oliveira, direção musical de Alexandre Guilherme. Com a estreia desse espetáculo concluímos a trilogia proposta no projeto “Esse homem é brasileiro que nem eu…”.

7 opiniões sobre “A Cia

  1. parabéns eu e minha filha assistimos hoje na biblioteca o Velho dos sonhos
    foi como voltar a ser criança pois eu mesma dia Teatro quando adolescente e me fez lembrar…. que Deus abençoe vcs grandemente é muito sucesso

  2. Assisti ao espetáculo “Mário e as Marias” no Parque do Ibirapuera. Altíssimo nível. Texto brilhante sobre a obra de Mário de Andrade. Cativou o público. Trabalho que merece ser acompanhado e divulgado!

  3. Vi o espetáculo Cirando do Villa no SESC Pinheiros, ontem, gostei muitíssimo!!! Só gostaria que atentassem mais para o TU, na música “o anel que tu me DESTE era vidro e se quebrou….” Pretendo ver o outro sobre Mário de Andrade em breve!

  4. Olá, gostaria de saber se vocês se apresentam em escolas, se sim, se fornecem nota fiscal eletrônica. Preciso de valores e indicação de espetáculos tanto para alunos de 1º a 4º anos quanto para os de 5° a 8° anos. Grata, Marcilene

Se desejar, deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s